Vazou No Whatsapp Vídeo Renata Muito Mas Muito Gostosa Mostrando A Calcinha Do Negao De José Bonifácio

44 seg

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

44 seg

Categoria:

Tag: , ,

Vazou No Whatsapp Vídeo Renata Muito Mas Muito Gostosa Mostrando A Calcinha Do Negao De José Bonifácio

Vazou No Whatsapp Vídeo Renata Muito Mas Muito Gostosa Mostrando A Calcinha Do Negao De José Bonifácio

No meu computador a rebuscar sites “interessantes”, salvando vídeos e imagens de teor altamente capcioso, quando o whatsapp me avisa.

Ela veio e sentou perto de mim e perguntou se eu estava cansado pois ela estava muito cansada posi tinha estudado a tarde toda.

E não demorou muito para o papai encher o rabinho da Eliane de pôrra, enquanto o corpo dela estremecia de prazer.

Raquel: – Só isso, não sou um verdadeira putinha? Ou a amiga dos seus amigos ficam assim para vocês, sem calcinha nem sultiã, heim?Ela sabe deixar um home doido e continua: – Pode passar a mão. Fiz o seguinte, sabia que minha Tia Josefa toda terça-feira ia fuder com meu pai na cachoeira do sitio, com o pretexto de ir fazer uma limpeza de corpo coisa de espiritismo, mentira da porra dizia que precisava ficar só para purificar corpo e alma nua na cachoeira, ninguém tinha coragem de ir lá ver, meu pai vinha por dentro da fazenda que ele administrava por trás da cachoeira amarrava o cavalo e socava pica adoidado na minha tia que ficava alucinada falava cada loucura que as vezes eu achava que tava encorporada de algum encosto bravo, descobrir porque fui da meu cuzinho lá uma vez a um vaqueiro de quase 80 anos procurando uma vaca desgarrada entrou nas terras de pai, encontrei o velho e cobrei pedágio, ou seja em pica só saia com ou sem vaca se me comesse o velhinho disse olha gente e eu que achei que nunca mais ia comer ninguem eu nessa idade me aparece um franguinho deste venha cá meu filho e fomos montei e indiquei a cachoeira era tardizinha o sol pra se pôr quando lá chegamos pra minha surpresa peguei meu pai enfiado todo no rabo de minha tia eu cheguei a sentir as bolas batendo na minha bunda do jeito que ele a fodia, o coroa falou: deu merda vamos vazar daqui.

Um minuto depois, o negão anunciava: “Ai… vou gozar… vou gozar…” Rapidamente, eu avisei que tinha que gozar fora.

Espero que tenha gostado do conto !!! Ps: fiz isso de novo várias vezes , até que a Renata começou a namorar , e eu comecei a namorar a Larissa , que relatarei em breve outras aventuras sexuaisNa estrada, dirigindo sem o maior cuidado, como se fossem donos do mundo, numa temerária e imprudente ultrapassagem, não tiveram tempo de se desviar do enorme caminhão que os atingiu de frente.

Até os 18 anos eu ainda era virgem e não tinha namorados, tinha paqueras rápidas com os meninos do condominio que sempre acabavam resultando em cintadas para mim, meu corpo também ainda não era ainda muito desenvolvido, mas dos dezoito aos dezenove anos minhas formas deram um salto de repente, passei de menina magrela para novinha gostosa, foi quando meus maiores problemas começaram com os rapazes loucos para me comer e o papai fazendo guarda feroz!Naquela época notei uma mudança radical em papai, qualquer reclamação ou suspeita da mamãe ele me castigava de um jeito diferente agora. Há certo tempo minha esposinha safada vinha provocando um amigo dela por mensagens de whatsapp e enviando fotos de do se corpinho de puta, ela fica muito safada e com muito tesão quando faz isso, adora se desejada e deixar os homens de pau duro. Ela talvez tentando fugir da situação se virando para frente, olhou para nós dois sorrindo, mas meio desconcertada, tomou alguns goles de cerveja e se levantou, nos mostrando todo seu corpo nu, e aquela bucetinha com apenas um detalhezinho de pelos sobre o clitóris, com a lata na mão ainda, abaixou para larga-la ao chão, com a bunda virada para nós, pudemos ver aquele cuzinho depiladinho e aquela xaninha rosada se abrindo quando fez o movimento para se abaixar, minha rola quase explodiu de tão dura, ela olhou para a Rola do Sílvio e se espantou com o tamanho que ela tinha e parecia uma vara de tão dura, olhou ao redor e caminhou até a beira da água, se virou e acenou para nós fossemos com ela nadar, ela era dona da situação, iríamos fazer o que ela mandasse e eu aceitaria tudo, agora era ela que iria impor os limites.