Vazou Na Web Video Caseiro Namorada Puta Perfeita Mostra Bucetão Do Seu Ficante Sortudo De Natal – Rn

Vazou Na Web Video Caseiro Namorada Puta Perfeita Mostra Bucetão Do Seu Ficante Sortudo De Natal – Rn

Vazou Na Web Video Caseiro Namorada Puta Perfeita Mostra Bucetão Do Seu Ficante Sortudo De Natal – Rn

Próximo ao casarão, moravam numa casinha um casal de caseiros e sua filha. Mudamos de posição, deitei de costas na cama e a Kelly sentou-se em cima de mim, à altura do meu peito e de costas para o meu rosto, de modo que pude chupar aquele bucetão por trás, Thais aproveitou e sentou em meu caralho que apontava para o teto, iniciando um galope alucinante, eu sentia o restinho da minha porra saindo da buceta de minha mulherzinha, enquanto isto as duas enroscavam as línguas em um beijo sacana e ardente. Então entre todos esses beijos intensos ele me levantou pela cintura e me colocou no colo dele sem parar de me beijar, ia passando as mãos por todo o meu corpo e me deixando cada vez mais arrepiada e excitada, devagar foi tirando minha blusa, depois meu sutiã e então deu uma lambida em meu peito, como éramos muito íntimos ele sabia que aquela seria minha primeira vez então se dirigiu a mim e disse para eu não ter preocupações pois seria cuidadoso e amoroso comigo, cuidaria de mim, eu então fiz que sim com a cabeça e ele continuou a chupar meus seios, devagar e com cuidado, então me colocou deitada e começou a beijar meu corpo inteirinho, quis conhecer cada centímetro do meu corpo, até que começou a tirar minha calcinha devagar, e foi descendo-a até tirá-la por completo, colocou a cabeça entre minhas pernas e começou a me chupar, bem de leve, muito cuidadoso, chupava com todo gosto e eu já estava louca, sussurrava gemidos e apertava os lençóis, então ele parou, me beijou e eu me sentei, tirei a roupa dele devagarinho, mas tirei tudo, o pau dele já estava duro e ele não aguentava mais de tanta excitação então pegou em meus cabelos e me guiou até eu ficar com a boca nele, me fez chupar tudo, e eu chupava com vontade, também queria que ele sentisse prazer, chupava devagarinho e dava pequenas lambidas na ponta, ele já nao aguentando mais sentou e me colocou em seu colo, e então foi entrando em mim, entrando com todo cuidado e paciência, devagar para que eu não sentisse dor, até que então ele estava inteiro dentro de mim, fazia movimentos lentos de vai e vem que combinavam perfeitamente com a música que estava tocando na rádio, Arctic Monkeys, aqueles versos dizendo “i just wanna be yours” descreviam completamente meus pensamentos, eu só queria ser dele, John, o homem que eu amo, eu queria ele pra mim e queria ser dele… Então os movimentos começaram a ficar mais rápidos e se misturavam com os beijos e gemidos ao ouvido dele, gemia baixinho mas com prazer, nossas respirações ofegantes me deixavam ainda mais excitada, os movimentos dele entrando e saindo de mim foram ficando cada vez mais intensos e meus gemidos também, gemia no ouvido dele e ele ficava louco com isso, então quando não estávamos aguentando mais gozamos juntos, e aí meu gemido passou de um sussurro para gritinhos de prazer, estávamos de camisinha mas ele gozou tudo dentro de mim, e eu rebolava em cima dele de tanto prazer, querendo que aquele orgasmo não terminasse nunca… Permanecemos naquele posição até nos recuperarmos e enfim deitarmos, ele acabou dormindo e eu tive a certeza… Eu o amo. Nas tardes, enquanto o marido trabalhava, ela dava…"Ai ai ai penso… Que delicia se eu pudesse fazer isso!Bom, cai de boca… mamei devagar no começo, só a cabecinha e punhetava ele ao mesmo tempo… ele em pé e eu ajoelhado…-Que sortudo esse meu cunhado…Casado com uma gostosa como você?Qualquer homem estaria nos céus…– Delicia. Mas quando estávamos saindo do motel, bem na portaria encontramos com dois amigos da nossa turma, que estavam entrando com as suas namoradas, fizemos de conta que não nos conhecíamos, mas algum deles contou para o meu cunhado, ai aquele dia do churrasco ele chegou perto de mim e me falou, que sabia o que tinha acontecido comigo lá em porto seguro, eu me fiz de desentendida e falei, eu conversei com um colega da faculdade, almoçamos e jantamos juntos, porque o que foi que aconteceu, meu cunhado deu uma risadinha e disse o que aconteceu eu não sei, eu só sei que viram você saindo do motel acompanhada de um amigo, ai eu percebi que eu estava no mato sem saída, então perguntei quem tinha lhe contado, ele me respondeu foi um passarinho, também já não importava quem tinha lhe contado, mas eu fiquei assustada porque apesar de ter sido antes de estar casada, mas eu estava noiva e faltava um semana para o meu casamento e porque o meu marido é muito ciumento, eu não sei qual seria a reação dele se ele descobrisse essa traição, então lhe perguntei mas porque você está dizendo isso agora, ele me respondeu não se preocupe, eu não vou contar nada pro meu irmão porque ele é muito chato, mas tem um preço pra que eu não fale e fica tudo em segredo entre nós dois.

Caminho livre pra o Felipe terminar o que começamos ficamos jogando vídeo game e eu comecei a não deixar ele tocar em mim, tinha ficado meio assim por causa do André. Por fim, foi a vez de Natália:– Bora Larissinha?– Não, vou dar mais um tempinho aqui, aproveitando esse restinho de sol…Assim, ficamos apenas eu e Larissa; ela, deitada de bruços e eu, dentro da piscina.

Terminei minha compras com vc agarrado em mim, paguei e todo mundo no caixa percebia nosso tesão, até porque os meus bicos do seio ficaram rijos e amostra pelo tecido fino e colodo do vestido. Quando passamos por um trecho mais iluminado várias pessoas que estavam na beirada da rua viram minha bunda na janela do táxi…rs! Chegamos no motel e ele pediu que eu não parasse de mamar sua pica…a recepcionista ficou surpresa quando me viu mamando a pica do taxista e meu marido no banco de trás! No motel eu ganhei uma deliciosa surra de pica do meu taxista…gozei muito naquela picona deliciosa!…as fotos anexas foram tiradas pelo maridão no motel…enquanto eu dava gostoso pro taxista! ”A única coisa que poderia ser dita que aquela cena que ali iria virar uma orgia,seria devido um arranjo em um cantinho com um pote cheio de camisinha, muita, muita mesmo e alguns lubrificantes tirando isso ninguém falaria que ali tinham um bando de gente que iria se foder loucamente, não sei se existe um código de honra e ética mas qualquer pessoa ou casal que veio conversar comigo,antes parecia que eles pediam permissão para os anfitriões, nada muito explícito mas notei que ninguém diretamente vinha até a mim por volta das 22:00,a luz mais sutil,a música estava a mais sensual e o pessoal também,um casal se beijava enquanto uma terceira pessoa homem ou mulher estava passando mão em alguém e a Clara me pediu uma única coisa, que se eu resolvesse fazer algo ela queria que eu primeiro fosse a algum dos quartos com eles e depois eu estava liberada para ir embora ou fazer o que eu quisesse.