Usando O Pente Para Apagar O Fogo

60 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

60 seg

Categoria:

Tag:

Usando O Pente Para Apagar O Fogo

Usando O Pente Para Apagar O Fogo

Por debaixo da coberta comecei a fazer um carinho nas costas dela, e fui descendo a mão, passei na bunda, ela não falou um A, então continuei. É difícil acreditar, mas apesar do jeito bem provocante, minha mãe sempre jurou que tinha perdido o cabaço com o meu pai , e nunca tinha dado pra mais ninguém. Em minha mente pervertida, ele já estava de pau duro querendo me comer, pois o cara me comia com os olhos e não parava de me dizer como eu era bonita, cheirosa, gostosa e tals… O caçador sem noção se aproximou ainda mais de mim e me disse bem baixinho:"Trabalho de madrugada em um hotel, e quem conhece Belo Horizonte sabe que os estacionamentos a cada dia que passa ficam mais e mais abusivos.

brHonestamente eu não consigo descobrir por que sinto tanta vontade de contar o que aconteceu comigo, talvez seja por que eu nunca tive um amigo íntimo em quem confiasse a ponto de contar o ocorrido, talvez seja por que ache que contando eu consiga apagar os fatos dos quais fui vítima e que, para meu desespero e raiva, fazem com que eu fique de pau duro até hoje, ao relembrar.

De repente Ana, que suspirava abafado, contendo o gemido, não aguentou e soltou um gemido alto, que me fez gelar até a espinha, nesse momento, a puxei de encosto ao meu peito, passei um braço em volta de sua barriga, e com a outra mão tampei sua boca.

Eu estava usando um vestidinho preto de alcinhas largas, que ia até um pouquinho acima do joelho e comecei a notar alguns olhares mais safados do Jean para mim. Desde então começei dar sempre meu cuzinho e descobri que meu rabinho é meu ponto fraco, é onde sempre me faz gozar litros rsrs"e ela – falava aii desculpa – desculpa – Mas eu e ela estavamos adorando aquiloOlá, meu nome é Thomas, tenho 17 anos e 1,85.

"Ele resolve ficar em pé e eu de joelhos, continuei chupando e punhetando… lambia aquela babinha que saia, que delicia… nesse momento, os gemidos eram altos e ele me chamando de puta safada, chupeteira…Eu balancei a cabeça em negação enquanto via ele sentado em uma cadeira na minha frente ficando no nível da minha xota.