Trepada Inesquecivel Com A Morena Rabuda Parte 1

Trepada Inesquecivel Com A Morena Rabuda Parte 1

Trepada Inesquecivel Com A Morena Rabuda   Parte 1

Segurou em seus seios, deixando-os imediatamente arrepiados, e cochichou em seu ouvido:-“Morena, o que eu mais quero agora é apreciar essa bunda gostosa.

Silvio já estava com barco no mar, entramos na água levando as bolsas e fomos caminhando contra as ondas, quando subi no barco e dei a mão para Su que eu percebi que ela usava uma camiseta branca sem sutien, seus seios marcaram totalmente na camiseta, Silvio também não deixou de notar, os bicos dos peitos dela pareciam que iam rasgar a camisa de tão duros, arrumamos as coisas no barco e Silvio a seguia com os olhos, embora a gente tenha amizade a muito tempo, Su sempre foi muito recatada e nunca foi muito liberal, ela percebeu que estávamos olhando e ficou meio sem graça quando se reparou com a camisa transparente, virou-se e se sentou de costas para nós, continuei conversando com Silvio e rumamos para prainha. Juro que essa foi a melhor trepada da minha vida. -Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai. Enfiava o dedo no cuzinho dela nossa depois o fernando chegou pra mim e disse i ai topa chupar meu pau … Nao pensei duas vezes cai de boca nossa enquanto um me fodia o outro enchia a minha garganta de leite foi inesquecível… Saindo da li fui embora para casa e meu marido que ainda nao havia chego… Tomei um banho coloquei uma camisola e deitei uns 10 minutos depois ele chegou e eu como uma boa esposa que sou sorrir para ele e disse amor ainda bem que vc chegou estava morrendo de saudades o beijei e trepamos muito ele disse que eu estava gostosa demais acho que a porra de outro macho despertou nele um tesão fora do normal nossa ele me comeu de todas as maneiras atè. Minha mãe quis cuidar dos arranhões e de um corte de Caio, que relutou em aceitar, mas com insistência da “sogra”, aceitou a cortesia.

Ele tirou minhas algemas, me levou até a cama e me comeu mais, eu explodia de prazer no pau do meu senhor. Garantimos a ela que, de nossa parte, nunca a esqueceríamos, e iríamos trocar endereços para escrevermos para ela.