So Mais Um Pouquinho Amor

So Mais Um Pouquinho Amor

So Mais Um Pouquinho Amor

(Respondi já com o coração na boca.

Depois de algumas taças de vinho, Juh teve coragem de me dar aquele cuzinho apertadinho e foi delicioso, tenho um pau meio grande e poucas (3 ou 4) teve coragem de me dar, mas com Juh tudo estava sendo super especial e delicioso, era incrível estar com ela, estávamos ficando apaixonados um pelo outro e nesse altura tudo rolava naturalmente, passei um pouco de gel na portinha do cuzinho dela, mas basicamente nem precisou, ela estava tão excitada que de ladinho enquanto ia acariciando seu clitóris foi entrando, entrando, metade ela aguentou, depois pediu para tirar; particularmente não faço muita questão de sexo anal, então ter enterrado metade do meu pau naquele cuzinho já foi delicioso, ela urrava de prazer e gozamos varias vezes juntos e acabamos dormindo grudadinhos.

O Sábado corria bem porém como ela trabalhava no shopping passamos quase o dia todo sem se ver, e quando ela chegou combinamos um cinema para ficarmos a sós, poder se curtir um pouquinho, pelo menos essa era a minha intenção!, mas como era do feitio dela inventou de convidar os pais para ir também e para o meu azar eles aceitaram! Apesar de toda a reclamação e cara feia foi ótimo o cinema, na época assistimos o Filme chamado Fim dos Dias, sentamos em um lugarzinho que pudéssemos ficar longe dos olhos dos pais dela para sentirmos mais confortável! O filme corria e nós simplesmente não prestamos atenção direito pois ás vezes nos beijávamos e trocávamos carícias no escurinho, a minha mão corria pelas suas pernas sentindo a pela macia e carnuda que ela tinha chegando até a região proibida apertando e fazendo movimentos com os dedos como estivesse penetrando aquela lugarzinho e as carícias eram recíprocas ela sabia me tocar como ninguém, alisava apertava o meu pau eu sentia o que ela queria, e chego até a achar que caso ela estivesse de saia com certeza ela me pediria pra trepar ali mesmo.