Rabo gostoso da gata

visualizações

19 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , ,

Rabo gostoso da gata

Rabo gostoso da gata

Até hoje nos encontramos e repetimos a dose, cada vez é uma aventura.

– Não, pegar eu peguei, mas ele não deu tempo de eu fazer o que eu queria. Quero que você me pegue pela bunda como se fôssemos encaixar um ao outro. "Essa massagem acabou de ocorrer hoje ás 23:00 17/02– Vai maridinho, chupa bem gostoso essas tetinhas deliciosas, chupa porque eu sei que você estava morrendo de vontade. Talvez por isso sempre tive desejo em um dos caseiros da fazenda da minha familia.

Nós íamos ficando mais excitadas. Ele meteu como um louco e ela gemia demais, gritava recebendo o cacete duro dele e foi assim até ele socar tudo dentro dela e liberar toda a porra na camisinha. A safada estava com a bunda toda empinadinha em meu pau.

Ele estava dando uma boa arrumação num galpão onde guardava feno para os animais e ela resolveu ajudá-lo. "Quando a cabecinha entrou, gritei, sentindo meu cuzinho arder, e ele parou, respirando ofegante. Assim que ele terminou o pedido foi para a área da piscina e ficou surpreso com o ambiente.

Não falas, só sente o macio do meu cu. Flexionava seus joelhos subindo até só ficar a cabeça e então simplesmente soltava seu peso mantendo uma cadência hipnotizante e sensual.

O corretor percebeu a jogada e quase não conseguia se segurar de vontade de rir. A luz tinha sido acendida e a Luana estava em pé, ao lado da cama, curvada e a afastar os lençois. chegando lá parei minha moto na frente da casa e liguei pra ele, até que o cara era bonito,ele pediu pra eu falar baixo pois mora com a mãe, ele morava nos fundos. Nisso peguei ela coloquei no banco de traz abri as perna dela e falei que queria que ela gozasse na minha boca, tirei a calcinha e comecei a chupar o grelinho dela, ela se contorcia batia a mão no vidro, puxava meu cabelo e não demorou dois minuto ela gozou muito na minha boca, nossa nunca vi tanto mel de uma bucetinha, parecia uma cachoeira rsrsrs,Ela – Meu deus o que foi isso, que delicia de chupada, nossa minha perna estão bambas, nem esperei ela terminar de falar, abri as pernas dela bem aberta e coloquei meu pau dentro daquela bucetinha, entrou de uma vez, ela gemeu e me arranhou, falei – cuidado magrela não pode deixar marca. Sua amiga, sem nos deixar pra trás, também clamava pelo prazer da língua da minha enrabada servil.

…… a noite passou sem muitas novidades depois daí… aguardei ansiosamente pelo nosso encontro no sábado da semana seguinte, marcamos em uma praça próxima ao centro da cidade.