Porno caseiro dos bons casada siririqueira se masturbando até gozar gostoso seu negão no rio de janeiro

56 seg

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

56 seg

Categoria:

Tag: , , ,

Porno caseiro dos bons casada siririqueira se masturbando até gozar gostoso seu negão no rio de janeiro

Porno caseiro dos bons casada siririqueira se masturbando até gozar gostoso seu negão no rio de janeiro

Falei que era bonita também e que parecia ser pesada para carregar, ele riu e perguntou se eu queria segurar para sentir o peso, estiquei a mão e segurei, apertei e abri a mão com ela latejando na minha palma, na hora exalou um perfume de sexo gostoso, e não me contive e falei que ela estava perfeita para crescer na boca, ele se levantou ficou em pé na minha lateral e deixou sua bengala bem do lado do meu rosto, engoli a saliva para ele não sentir a língua quente do café e dei um beijo na cabeça, ele falou para não demorar pois não iria dar tempo de colocar ele todo na boca, abri bem a boca e fui sugando seu pau para dentro, ele gemia dizendo que eu era uma putinha gostosa que sabia o que estava fazendo, disse que nunca foi mamado assim com o pau mole, enterrei ele todo na boca, senti sua cabeça bater na minha glote e fiquei sugando passando a língua no sacão, seu pau latejava e dava uns saltos de ereção que quase me fez regurgitar, tirei ele da boca e seu pau duplicou de volume, seu Luiz perguntou o que eu iria fazer agora, falei que a casa não tinha como a gente fazer nada e ele falou que poderíamos ir para a sua casa que eu iria gostar muito, ele colocou o pau para dentro da sunga e eu levantei da cadeira com as pernas bambas, já havia dado o pontapé inicial para a loucura com o vizinho do meu amigo, mas ao chegar no portão estavam chegando o irmão do seu Luiz com a cunhada, ele ficou ainda dentro do meu portão para eles não desconfiarem do seu pau duro, conversou com seu irmão que foi logo entrando em sua casa, ele virou pra mim e perguntou onde eu iria dormir, falei que iria arrumar um canto e que dormiria até na cadeira de praia, ele então falou que tinha um quarto extra e que eu não precisaria dormir desconfortável.

Como ambos já tínhamos gozado, ele se demorou mais tempo dentro da minha bunda, socando seu caralho e me masturbando. Chegamos ao sitio por volta de oito da noite, assim que chegamos ela foi tomar um banho e eu fiquei a conversa com o caseiro sobre as tarefas da semana. Joguei whisky em cima da sua blusa branca que ficou toda molhada e isso revelou aqueles peitos gostosos, eu tirei aquela blusa e tratei de chupar aqueles peitos , eles eram tão pequenos, mais tão gostosos de se chupar, eu estava toda molhadinha quando ela foi abrindo o meu short e colocando a mão por dentro do meu short e pegando na minha buceta, ela sentiu a minha buceta toda molhada e passava a sua mão e chupava os dedos, então ela tirou o meu short e começou chupar minha buceta chupou ate eu gozar na boca dela e ao mesmo tempo ela me beijava com a boca toda melada com gosto da minha buceta, mais não ficou só nisso, ela tratou de enfiar dois dedos na minha buceta e eu gritei, pedia pra ela meter mais rápido e também me chupar, como ela era gostoso sentir o gosto da minha bucetinha quando ela me beijava, foi ai que decidi fazer ela também sentir o tesão que eu estava sentindo, viramos e tratamos de fazer um 69, chupei a buceta dela bem gostoso, ela gemia e gritava pedindo pra mim não parar, de repente senti a sua buceta ainda mais molhada, ele gritava de prazer enquanto gemia, ela pedia pra mim enfiar o dedo naquela buceta, tratei de fazer o que ela pediu, enfiei o dedo naquela buceta, era tão quente e apertada, eu enfiava o dedo e depois tirava e colocava na minha boca, e nisso ela gemia e me chamava de cachorra, ela também não parava de chupar minha buceta, ela chupava tão gostoso.

Oi tenho 30 anos tudo começou quando minha esposa começou a ver filme porno daqueles que as mulheres colocam a mao toda na buceta ai ela sempre mim pede pra coloca nela mais nunca tive coragem ate o dia que nos estavam fazemdo sexo gostoso quando tava comendo o cuzinho dela ela mim pediu vai amor coloca a mao nessa buceta arronba sua putinha foi qua do eu peguei o lubrificante passei na mao e tentei mete mais nao entrou ai tentei novamente foi quando ela deu um gemido alto vai amor mim arroba ai forçei dinovo ai entrou toda ela quanse desmaiou i gozou muitoooooiFérias passadas na praia, meu sobrinho safado veio de novo passar comigo 20 dias. Que coincidência incrível encontrá-la ali!– Miriam… nossa, minha amiga… sou eu sim e você continua linda como sempre!– Ah, para com isso, seu galanteador! Agora sou uma senhora casada!– Uai… só porque é casada não pode mais ser linda?Riram, ela entrou no carro e perguntou o que ele estava fazendo ali. -Tá gostando vadia… quer seu negão no seu cuzinho, vagabunda?, divertia-se. com, minha mãe Cida como já falei em contos anteriores hoje tem 44 anos 1,76cm de altura cerca de 69kg faz muita academia onde o professor de musculação come ela também, ela é cobiçada na cidade corpo muito definido, tem olhos azuis cabelos bem pretos e liso e pele bem branquinha, cintura fina bunda grande 110cm, coxas grosas seios médios que só vivem em pé barriguinha trabalhada adora se exibir na rua nunca tira o salto do pé onde empina mais ainda sua bunda como se diz no Rio de Janeiro é uma potrancuda, usar roupas coladas no corpo chortes curtíssimos calcinha enfiada no rabo e nunca usa sutiã é um tesão, meu pai é um corno barrigudo e careca de 60 anos só vi ele comer minha mãe 3 vezes desde que espio ele é um impotente de pinto pequeno acho que minha mãe só casou com ele pelo dinheiro, então era um sábado 14 de junho tinha ido a praia pela manhã ia dormir lá mas como o mar não estava bom para o surf voltei no final da tarde, chegando em casa notei que a casa estava toda fechada mas o carro do meu pai estava do lado de fora da casa como tinha minha chave fui abrindo e entrando bem devagar para ninguém me notar, comecei escutar gritos e gemidos de sexo, pensei em meu pai mas meu pai nunca fez ela gemer tão alto, fui direto pro quarto do meu pai a porta estava semi-aberta pensei que minha mãe estava aprontando mais uma vez, mas quando vi a cena quase cai para traz ao mesmo tempo fiquei de pau duro ao ver minha mãe na posição frango assado sendo fodida vigorosamente por um negro e meu pai nu de joelhos de pau na mão tocando uma olhando a rola do negro entrando e saindo da buceta da puta da minha mãe, eu só estava de bermuda que tirei na mesma hora e comecei bater uma punheta sem parar que gozei logo, Fabiano comia minha mãe com tanta força que a cama batia contra a parede minha mãe gritava e gemia sem parar (VAI ME FODE DE VERDADE MOSTRA A ESTE CORNO COMO FODE DE VERDADE) ele olhava para meu pai sorria e metia mais forte ainda e dizia (TÁ VENDO SEU CORNO COMO É QUE COME UMA PUTA, SEU VIADO BARRIGUDO) eu não acreditava no que estava vendo meu pai tão arrogante que era sendo humilhado pelo macho de minha mãe eu tive muita vontade de rir mas não queria que eles me vissem, ele metia tão forte na vaca da minha mãe que a cama se quebrou foi a hora que vi o membro dele sai de dentro da chota da minha mãe devia ter uns 21cm e era muito grossa, ele puxou o colchão para o chão e colocou minha mãe de quatro sobre o colchão e começou a fuder de novo ela sem parar foi na hora que gozei mais uma vez e me debati na porta Fabiano olhou na mesma hora para a porta e veio correndo me pegando com o pau duro na mão, meu pai ficou branco na hora para minha mãe parecia normal àquela cena, Fabiano ficou sem saber o que estava acontecendo até minha mãe dizer (VEM FILHO VER SUA MÃE SENDO FUDIDA TAMBEM) eu como não tinha o que fazer entrei no quarto sem dizer nada, e Fabiano falou (AGORA É PAI E FILHO VENDO A VADIA CENDO FODIDA DE VERDADE) e voltou a fazer a parte dele colocou uma das pernas dela no seu ombro e começou a fudela sem parar, meu pai tentou se levantar para ir embora mas minha mãe gritou (SENTA SEU CORNO VELHO E APRENDA COM UM MACHO COMO SE FODE) Fabiano mandou eu segurar uma perna enquanto meu pai segurava a outra e socou a rola de uma só vez fazendo minha mãe gemer e derramar lagrimas de tesão, isso já estava durando mais 30 minutos minha mãe já tinha gozado 3 vezes, ela começou a falar ( GOZA MEU MACHO ENCHE MINHA BUCETA DE PORRA PRO CORNO CHUPA ELA TODINHA) Fabiano mandou eu e meu pai soltar as pernas da safada e mandou ela ficar de 4 e puxou meu pai pelo braço e disse ( OLHA SEU CORNO COMO VOU GOZAR NA SUA ESPOSA SAFADA, VOU DEIXAR ELA CHEIA DE GALA PRA VOCE LIMPAR ) minha mãe pedia para Fabiano ensinar como se enfia de uma vez na buceta fazendo-a a gemer de tanto tesão, Fabiano então não deu bobeira e começou a socar forte na rabão de dona Cida, minha mãe começou a gritar (VAI MEU MACHO FODE SUA PUTA PARA O CORNO VER, ME CHAMA DE PUTA E DIZ QUE SOU SUA VADIA, OLHA SEU CORNO COMO REBOLO NA PICA DE UM MACHO DE VERDADE, ESTA GOSTANDO DE VER?) acho que Fabiano ouvindo isso começou a se contorcer e gozar depois de 45 minutos de foda enchendo a buceta de minha mãe de porra que parecia um rio que escorria pelas pernas dela, a safada para humilhar meu pai mais ainda disse ( VEM CÁ CORNO MANSO CHUPA A BUCETA GOZADA QUE É DO FABIANO QUE É UM MACHO DE VERDADE) meu pai humilhado passou a chupar a buceta da minha mãe que ria sem parar, Fabiano que ria sem parar colocou a pica ainda meia dura e melada de porra na boca da minha mãe mandando ela chupar, e como minha mãe chupava bonito aquela pica grossa chupava só a cabeça deixando Fabiano louco de tesão seu mastro foi crescendo novamente, Fabiano começou a falar apontando para ele (VOCE É UM CORNO VIADO QUE GOSTA DE MINHA PORRA, PORRA DE UM MACHO DE VERDADE, AGORA SAIA OS DOIS QUE VOU COMER ESSA VADIA SÓ) meu pai baixou a cabeça e saio, eu também nem questionei sai de fininho deixando os dois, mas fiquei espiando da porta, e antes do meu pai sair minha mãe chamou e disse (QUER CHUPAR UMA PICA DE UM MACHO POR MEU INTERMEDIO? BEIJA MINHA BOCA SEU CORNO MANSO) e ele beijou a boca dela ainda melada de porra de Fabiano, meu pai humilhado saiu e foi para o banheiro, a vadia da minha mãe chupou o pau de Fabiano por uns dez minutos não sei como Fabiano segurou o gozo por tanto tempo,"-Ele vai te bater tia? Não bate nela não Tonho, deixa que eu bato.