Porno Caseiro Delicioso Mulher De Corno Super Boqueteira Confiou No Marido E Se Deu Mal Dando Para Marido De Belo Horizonte – Mg

51 min

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

51 min

Categoria:

Tag: , , ,

Porno Caseiro Delicioso Mulher De Corno Super Boqueteira Confiou No Marido E Se Deu Mal Dando Para Marido De Belo Horizonte – Mg

Porno Caseiro Delicioso Mulher De Corno Super Boqueteira Confiou No Marido E Se Deu Mal Dando Para Marido De Belo Horizonte – Mg

ELA DANDO UMA RISADA GOSTOSA PERGUNTOU: E AI COMO É QUE FOI, QUERO TODOS OS DETALHES, NÃO ME ESCONDA NADA, LEVANTA E VOU PREPARAR ALGO PRA VOCES COMEREM, MAIS TARDE EU ALEM DE QUERER UMA BOA TREPADA QUERO TODOS OS DETALHES. O conto de hoje fala da história quando o Renato foi apresentar-se em um congresso em Belo Horizonte e como estava com saudades da minha cidade natal fui com ele. Ela era desde cedo uma boqueteira de mão cheia.

com, minha mãe Cida como já falei em contos anteriores hoje tem 44 anos 1,76cm de altura cerca de 69kg faz muita academia onde o professor de musculação come ela também, ela é cobiçada na cidade corpo muito definido, tem olhos azuis cabelos bem pretos e liso e pele bem branquinha, cintura fina bunda grande 110cm, coxas grosas seios médios que só vivem em pé barriguinha trabalhada adora se exibir na rua nunca tira o salto do pé onde empina mais ainda sua bunda como se diz no Rio de Janeiro é uma potrancuda, usar roupas coladas no corpo chortes curtíssimos calcinha enfiada no rabo e nunca usa sutiã é um tesão, meu pai é um corno barrigudo e careca de 60 anos só vi ele comer minha mãe 3 vezes desde que espio ele é um impotente de pinto pequeno acho que minha mãe só casou com ele pelo dinheiro, então era um sábado 14 de junho tinha ido a praia pela manhã ia dormir lá mas como o mar não estava bom para o surf voltei no final da tarde, chegando em casa notei que a casa estava toda fechada mas o carro do meu pai estava do lado de fora da casa como tinha minha chave fui abrindo e entrando bem devagar para ninguém me notar, comecei escutar gritos e gemidos de sexo, pensei em meu pai mas meu pai nunca fez ela gemer tão alto, fui direto pro quarto do meu pai a porta estava semi-aberta pensei que minha mãe estava aprontando mais uma vez, mas quando vi a cena quase cai para traz ao mesmo tempo fiquei de pau duro ao ver minha mãe na posição frango assado sendo fodida vigorosamente por um negro e meu pai nu de joelhos de pau na mão tocando uma olhando a rola do negro entrando e saindo da buceta da puta da minha mãe, eu só estava de bermuda que tirei na mesma hora e comecei bater uma punheta sem parar que gozei logo, Fabiano comia minha mãe com tanta força que a cama batia contra a parede minha mãe gritava e gemia sem parar (VAI ME FODE DE VERDADE MOSTRA A ESTE CORNO COMO FODE DE VERDADE) ele olhava para meu pai sorria e metia mais forte ainda e dizia (TÁ VENDO SEU CORNO COMO É QUE COME UMA PUTA, SEU VIADO BARRIGUDO) eu não acreditava no que estava vendo meu pai tão arrogante que era sendo humilhado pelo macho de minha mãe eu tive muita vontade de rir mas não queria que eles me vissem, ele metia tão forte na vaca da minha mãe que a cama se quebrou foi a hora que vi o membro dele sai de dentro da chota da minha mãe devia ter uns 21cm e era muito grossa, ele puxou o colchão para o chão e colocou minha mãe de quatro sobre o colchão e começou a fuder de novo ela sem parar foi na hora que gozei mais uma vez e me debati na porta Fabiano olhou na mesma hora para a porta e veio correndo me pegando com o pau duro na mão, meu pai ficou branco na hora para minha mãe parecia normal àquela cena, Fabiano ficou sem saber o que estava acontecendo até minha mãe dizer (VEM FILHO VER SUA MÃE SENDO FUDIDA TAMBEM) eu como não tinha o que fazer entrei no quarto sem dizer nada, e Fabiano falou (AGORA É PAI E FILHO VENDO A VADIA CENDO FODIDA DE VERDADE) e voltou a fazer a parte dele colocou uma das pernas dela no seu ombro e começou a fudela sem parar, meu pai tentou se levantar para ir embora mas minha mãe gritou (SENTA SEU CORNO VELHO E APRENDA COM UM MACHO COMO SE FODE) Fabiano mandou eu segurar uma perna enquanto meu pai segurava a outra e socou a rola de uma só vez fazendo minha mãe gemer e derramar lagrimas de tesão, isso já estava durando mais 30 minutos minha mãe já tinha gozado 3 vezes, ela começou a falar ( GOZA MEU MACHO ENCHE MINHA BUCETA DE PORRA PRO CORNO CHUPA ELA TODINHA) Fabiano mandou eu e meu pai soltar as pernas da safada e mandou ela ficar de 4 e puxou meu pai pelo braço e disse ( OLHA SEU CORNO COMO VOU GOZAR NA SUA ESPOSA SAFADA, VOU DEIXAR ELA CHEIA DE GALA PRA VOCE LIMPAR ) minha mãe pedia para Fabiano ensinar como se enfia de uma vez na buceta fazendo-a a gemer de tanto tesão, Fabiano então não deu bobeira e começou a socar forte na rabão de dona Cida, minha mãe começou a gritar (VAI MEU MACHO FODE SUA PUTA PARA O CORNO VER, ME CHAMA DE PUTA E DIZ QUE SOU SUA VADIA, OLHA SEU CORNO COMO REBOLO NA PICA DE UM MACHO DE VERDADE, ESTA GOSTANDO DE VER?) acho que Fabiano ouvindo isso começou a se contorcer e gozar depois de 45 minutos de foda enchendo a buceta de minha mãe de porra que parecia um rio que escorria pelas pernas dela, a safada para humilhar meu pai mais ainda disse ( VEM CÁ CORNO MANSO CHUPA A BUCETA GOZADA QUE É DO FABIANO QUE É UM MACHO DE VERDADE) meu pai humilhado passou a chupar a buceta da minha mãe que ria sem parar, Fabiano que ria sem parar colocou a pica ainda meia dura e melada de porra na boca da minha mãe mandando ela chupar, e como minha mãe chupava bonito aquela pica grossa chupava só a cabeça deixando Fabiano louco de tesão seu mastro foi crescendo novamente, Fabiano começou a falar apontando para ele (VOCE É UM CORNO VIADO QUE GOSTA DE MINHA PORRA, PORRA DE UM MACHO DE VERDADE, AGORA SAIA OS DOIS QUE VOU COMER ESSA VADIA SÓ) meu pai baixou a cabeça e saio, eu também nem questionei sai de fininho deixando os dois, mas fiquei espiando da porta, e antes do meu pai sair minha mãe chamou e disse (QUER CHUPAR UMA PICA DE UM MACHO POR MEU INTERMEDIO? BEIJA MINHA BOCA SEU CORNO MANSO) e ele beijou a boca dela ainda melada de porra de Fabiano, meu pai humilhado saiu e foi para o banheiro, a vadia da minha mãe chupou o pau de Fabiano por uns dez minutos não sei como Fabiano segurou o gozo por tanto tempo,"-Ele vai te bater tia? Não bate nela não Tonho, deixa que eu bato. Quando o filme estava acabando eu levantei do sofá, com o pau visivelmente estufado no short e disse que agora era minha vez de escolher o filme, eu coloquei um filme de ménage e começamos a assistir novamente, Patrícia soltou a mão de minha esposa e se reclinou no sofá, ficando meio que de frente pra nós, ela ficou com os joelhos dobrados e as pernas abertas e dava pra ver sua calcinha branca por baixo do baby doll que ela usava, o filme que eu coloquei não tinha muita cena de história e já começou com um cara e duas mulheres se pegando e tirando a roupa, minha esposa logo pos a mão na perna de Patrícia e pôs a outra mão em minha coxa, e com o dedo mindinho ela começou a alisar meu pau por cima da bermuda, eu não agüentei mais e coloquei a mão dela dentro de minha bermuda e ela apertou meu pau com força, mas não dava pra fazer movimentos dentro da bermuda, eu então resolvi tirar a bermuda e fiquei só de cueca, tirei meu pau pra fora da cueca e segurando a mão dela comecei a me masturbar, minha esposa então começou a me masturbar e a olhar o filme, sem olhar pra Patrícia, eu olhei pra ela e vi que ela estava olhando pra cena de minha esposa me masturbando e agora era ela que estava acariciando a boceta, passando os dedos por dentro do baby doll e por cima de sua calcinha, falei pra minha esposa se ela não queria fazer igual ao filme, pra Patrícia ver, ela me olhou com um sorriso safado e deitou de lado, virada pra patrícia e começou a chupar meu pau bem devagar, ela tirou o shortinho e enfiou a mão dentro da calcinha, e enquanto me chupava ficava esfregando os dedos na boceta, Patrícia estava enlouquecendo de tesão com aquela cena e começou a enfiar um dedo dentro da boceta enquanto nos assistia, qnd vi que iria gozar com aquela cena afastei a cabeça de minha esposa e falei pra ela que Patrícia também queria que ela fisesse igual ao filme, minha esposa chegou perto de Patrícia e lhe deu um beijo na boca, enquanto a beijava ela tirou o baby doll de Patrícia, deixando ela só de calcinha branca de rendinha, minha esposa então deitou patrícia no sofá e começou a lamber sua boceta por cima da calcinha, depois puxou a calcinha de lado e meteu a língua em seu clitóris, Patrícia começou a gemer cada vez mais forte e a apertar a cara de minha esposa contra sua boceta e em instantes acabou gozando e ficou acariciando os cabelos de minha esposa entre suas pernas, minha esposa então virou pra mim e disse, vem aqui brincar também amor, é sua vez de fazer ela gozar, minha esposa deitou do lado de Patrícia e eu fui pro meio de suas pernas, eu tirei sua calcinha e fiquei louco com aquela visão, Patrícia tinha um bocetinha rosada bem inchada e carnuda, com pelinhos pequenos e claros, eu comecei a chupar a boceta dela na hora e era bem cheirosa, com um gosto delicioso, minha esposa então mandou patrícia ficar de lado e disse que queria ver eu comendo aquela boceta de ladinho, pra ela ver meu pau entrar por trás de Patrícia, eu deitei de lado e com a mão ajeitei meu pau em sua boceta, e fui enfiando bem devagar pra minha esposa ver, enquanto isso minha esposa se masturbava e chupava os peitos macios de Patrícia, hora ela chupava um, hora o outro, hora ela enfiava a língua na boca de Patrícia, que começou a apertar um seio com força e depois abriu bem a perna e pediu pra eu ir mais rápido, minha esposa pegou a mão de patrícia e pôs em sua boceta, mandando ela a masturba-se, eu aumentei o ritmo das estocadas e não consegui me segurar, gozei dentro de sua boceta e sobre seu ventre, ela ficou se contorcendo de depois foi se acalmando, minha esposa então falou pra eu ir pro lado e entrou entre as pernas de patrícia e começou a chupar sua boceta novamente, limpando toda a porra que eu havia jogado ali…quando Patrícia estava limpinha novamente minha esposa disse que tinha uma surpresa e saiu do sofá, eu e Patrícia ficamos nos beijando e acariciando um ao outro, e minha esposa voltou com uma cinta que ela comprou pra usar em mim, ela virou pra Patrícia e disse que agora era a vez dela se o macho evoltou novamente pro sofá, mina esposa pediu pra que eu sentasse onde o sofá faz o L e abrisse bem as pernas, depois pediu que Patrícia ficasse de 4 entre minha pernas e começasse a me chupar, então, enquanto Patrícia tentava fazer meu pau crescer novamente em sua boca, minha esposa empinou bem a Bunda de Patrícia pra cima e começou e esfregar o penis de borracha em sua boceta, Patrícia começou a rebolar e a sugar meu pau com mais vontade e minha esposa foi enfiando o consolo cada vez mais fundo, até o final, depois começou a socar bem devagar e a dar tapinhas em sua bunda branca, meu pau já estava novamente duro como pedra e patrícia chupava e me olhava com cara de puta por trás de seus óculos, enquanto minha mulher socava cada vez mais forte em sua boceta, ela já não conseguia mais me chupar de tanto tesão que estava sentindo, então comecei a esfregar o pau em sua cara e a me masturbar, Patrícia começou a gritar pra minha esposa ir mais rápido e aquilo fez com que eu não me segurasse novamente e quando vi que ia gozar, peguei o pau e enfiei Na boca de Patrícia, ela sentiu o sêmen em sua boca e deixou que escorresse pelo meu pau, me olhando com cara de puta enquanto minha esposa continuava bombando cada vez mais rápido em sua boceta e chamando ela de sua putinha, até que Patrícia empinou bem a bunda e depois arriou no sofá exausta. No começo minha esposa assim como as outras mulheres negou, mas como sou um bom marido logo ela entendeu que era apenas um fetiche e aceitou dar para outro homem. Não sou um cara do tipo pegador, não gosto muito de sair, sou bastante caseiro. A festa estava ótima, música boa rolando, churrasco e pessoas interessantes até que chegou um negão de parar o trânsito, meu marido ria e brincava comigo pois percebeu que fiquei vidrada e meu marido desconfiou que esse fosse o negão surpresa. Sempre tivemos uma relação ótima com sexo companheirismo cumplicidade e uma vida legal e sempre fiel um ao outro porém percebi que meu marido gostava quando nós saíamos e eu estava um pouco mais ousada ele ficava mi elogiando dizendo como eu era gostosa e os homens não tiravam os olhos de mim e que ficavam babando na minha bunda claro que eu sabia mas ficava na minha e quando chegavamos em casa ele mi comia gostoso e eu percebi que ele queria algo mais e isso mi deixava com tesão e gozava gostoso mas nunca tive coragem de falar nada mas com o tempo fui gostando cada vez mais dá safadeza do meu marido que eu sentia que ele ficava mi atiçando e fui indo na dele e fui mi ousando cada vez mais com roupas coladas curtas decotes shorts curtos passei a andar sem calcinha esutiã que quando eu falava pra ele que estava sem o pau dele endurecia na hora ele ficava doido e com o tempo fui gostando muito disso tudo mi exibia mesmo shortinho atolado no rabo com a poupinha aparecendo era meus preferidos e dos homens também kkkk mas como eu disse eu sentia que meu marido queria mais mais eu não sabia até que ponto poderia chegar e o que ele queria por respeito e amor eu ficava so no exibicionismo mesmo mas quando ele estava no trabalho minha cabeça ia a mil pensando se eu podia ir além e mi acabava na punheta pensando em uma possível outra rola… até que um dia depois de termos voltado do mercado e de costume eu ter mi exibido e até dado bola prá um senhor num corredor que deixou meu visivelmente marido excitado e até se afastou prá facilitar mi deixou acessa e com vontade de dar pro outro e quando chegamos em casa já estava tarde minha filha foi dormir e fomos correndo meter tive coragem e falei em seu ouvido enquanto ele mi comia gostoso… você viu aquele safado dando em cima de mim?…ele só gemeu e disse sim…nossa fui a mil….

Para finalizar a pornografia o homem mandou minha mulher sentar em seu pau, ela sentou com vontade enquanto ele apertava seus grandes mamilos e chamava ela de puta safada e puta sem vergonha.

Sônia estava um pouco medrosa eu super excitadaEspero que vcs tenham gostado dessa minha segunda narrativa! Volto a escrever em breve… ME AGUARDEM!!!!!!!!!!!!!!demorando no banho, Júlia gritou da sala se havíamos nos afogado, euEla tava com um shortinho minusculo e uma camiseta, falei pra ela tirar o short e a camiseta.

Ela- naooo assim nao, fica tirando e colocandoo só que mais rapido , está muito gostoso assimmmGostaria de contar minha primeira vez com uma mulher.