Porno caseiro delicioso esposa cadelinha comendo esposa vagabunda taradão carioca de nova friburgo – rj

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , ,

Porno caseiro delicioso esposa cadelinha comendo esposa vagabunda taradão carioca de nova friburgo – rj

Porno caseiro delicioso esposa cadelinha comendo esposa vagabunda taradão carioca de nova friburgo – rj

Beijei sua barriga, e quando cheguei em sua bucetinha comecei a colocar um dedo e ir estimulando seu ponto G, chupei um pouco sugando seu clitóris e bebendo o nectar que sua bucetinha branquinha e sem pelos me proporcionava, quão gostoso e delicioso é!!!!! Ela se contorcia e gemia muito gostoso, mas reclamava dos prendedores,porém não dei ouvidos a seus gemidos dolorosos, queria lhe dar prazer contra sua vontade , coloquei mais dois dedos totalizando três, e continuava a masturba- la ,ela gemia e falava q não conseguiria gozar com os prendedores,eu sorri sádico, e então eu disse: – Vamos ver entao se você nao consegue,sua safada!!Continuei masturbando, e foi quando ela começou a gozar, ela se contorcia toda na cama, como se estivesse possuída, suas pernas tremiam de prazer, e quem disse q parei, a torturei com seu próprio prazer, pois ela fica sensivel após gozar, foi ai que continuei masturbando e ela gozando loucamente e deliciosamente, no ápice limite parei, e a deixei toda relaxada,quase sem forças rsrsrs. Minha irmã foi tomar banho antes de entrar no chuveiro doidona falou para meu marido assim: sei que não está armado pq não gosta de ficar a pé com arma tenho facas na qualquer coisas pega lá ela foi tomar banho eu fiquei ali com ele como não estava com nada na cabeça não falei nada com meu marido, até porque, por mas que na cama falávamos muito nela como ela tivesse ali junto com a gente ou ela sozinha com ele essas coisas, a gente não tinha muito intimidade ela não me achava muito atraente até pq eu em casa ficava toda jogada andava pelada, nunca nem brincamos de beijinhos essas coisas sozinha,, eu já diferente dela achava ela linda nem ligava que era minha irmã acho q não tem nada haver ela era um tesão mesmo com toda sua brutalidade que ela era bruta, andava meu sem jeito mas não ligava eu conseguia achar algo mas nela, ela tinha curiosidades como quase toda mulher tem em sair com outra mulher ou uma mulher e um homem normal sem contar que liamos e reliamos a Trilogia Crosfire , 50 tons de Cinza e peça me o que quiser que alias recomendo. "Qual vai ser a sua Caio?-Eu já sei oque fazer…E quanto a você Didi? Vai fazer oque?Eu preferi abrir mão de qualquer coisa, então disse:-Já me contento com qualquer coisa que Caio fizer…-Está com peninha Didi? Depois de tudo que aconteceu? Vai deixar barato?"No conto anterior,relatei a transa que tive com uma garota de programa que conheci em um puteiro e agora venho contar a delícia de foda que tivemos entre eu, Leona e meu amigo Lucas,ele tem 27 anos,é branco,tem 1,80 cm +-,corpo médio forte,cabelos pretos e é taradão por mulher assim como eu. Eu: – Vai gente, não se acanhem não, esposa minha é putinha de vocês.

-Então mata a saudade vai cadelinha. Então fui dar uma volta no centro, porque não estava afim de ir pra casa, quando achei uma ruazinha, pequena que nunca tinha passado antes e o que tinha lá? Um cine pornô! Parei, fiquei analisando um tempo, até que peguei coragem, fui rapidamente na bilheteria paguei uma entrada e entrei, assim sem pensar (se tivesse pensado, não teria tido coragem).

Quero sentir sua porra quentinha aquecer meu cuzinho todo…Gabriel tem 16 anos, jeitão de moleque safado e pegador, chegamos no litoral por volta de 21:00 horas, arrumamos as tralhas e saímos pra fazer um lanche, e quando gabriel foi o banheiro, e tavinho meu sobrinho safadão perguntou como nós faríamos pra transar, ja que gabriel estava junto e que em uma semana minha esposa viria ao nosso encontro. ela estava de vestido e já tinha tirado a calcinha , se encostou na lateral do carro , abriu as pernas e caí de língua na Buceta que estava totalmente raspadinha e toda melada , ela começou a gemer pedindo para que não parasse de chupar até que ela gozou , mais gozou muito mesmo ,peguei uns lenços de papel e nos limpamos , seguimos viagem e ela falando que ainda queria gozar hoje outras vezes , paramos na subida da Serra e comemos um pão com linguiça e café , chegando em Friburgo , fomos direto para o Hotel que já tinha reservado no Centro da Cidade , deixei ela lá e fui fazer o Serviço , almoçamos juntos , ela ficou passeando pela cidade e quando foi umas 16:00 , fui para o Hotel e ao chegar no quarto ela estava vendo tv totalmente nua , encostada no travesseiro na cabeceira da cama de pernas abertas com aquela visão maravilhosa da Buceta raspadinha dela , fui ao banheiro tomei um banho e voltei de pau duro , ela sentou na beira da cama e começou a mamar minha pica , coloquei um dos pés em cima da cama , segurei a cabeça dela e fiquei ajudando ela e mamar meu pau com aquela língua maliciosa dela , ela me deixava louco , pedi a ela para ficar de quatro , ela ficou de quatro com aquela bunda maravilhosa querendo ser fodida , então botei primeiro na buceta , enquanto metia o dedo no cuzinho dela para facilitar a penetração , ficamos assim por uns 2 minutos , tirei da buceta e coloquei a cabeça bem devagar no cuzinho apertadinho da minha cunhada , fui empurrando devagar até enterrar tudo , ela gemia e falava mete tudo , eu sou gulosa quero ele todinho no meu cuzinho , enquanto eu enterrava a pica no cuzinho dela , ela tocava uma siririca , gozamos praticamente juntos , tomamos um banho , fomos na cidade comer alguma coisa e 2 horas depois voltamos para o HOTEL , caímos na cama e metemos por quase uma hora , agora só na Buceta , acabamos de foder , eu estava com meu pau quase esfolando e ela com a Buceta toda ardida , foi uma das melhores trepadas que já dei , estou até de pau duro lembrando desse dia maravilhoso com a companhia da minha cunhada rsrs ….

"Bom sou novo aqui então vamos a apresentação, me chamo Viktor,21anos,carioca,moreno(pele clara),careca,pênis de 17cm(nada grande,mas na medida pra dar prazer a muitas mulheres). Peguei o leite condensado e passei naquela pica gigante e chupei todinha as bolas sugava com gosto e ele gemendo, não conseguia colocar tudo na boca pois sua rola era enorme, por fim ele gozou na minha boca, tomei tudinho então ele se deitou no chão da cozinha e fui por cima cavalgar na tora dele, aí sentava igual uma louca e ele me chamando de puta, vagabunda, falando que ficava louco como eu rebolava no pau dele.

Depois disso eu o caseiro fomos arrumar um canteiro que as aves haviam revirado todo, enquanto estava-mos ali fazendo o trabalho, chegou até a nós uma ovelha, e ficou cheirando a gente e se encostando em nós, meu sogro chegou perto e disse: eeeh alguem anda comendo essa ovelha, pra ela ficar se esfregando assim, só pode ser, e eu falei eu tambem acho, apontando pro caseiro, e caimos todos na gargalhadaTerminamos o canteiro e ficamos só eu e o caseiro ali sentados na grama conversando, e a ovelha continuava a nos rodear, eu disse a ele, passe a mão na bunda dela, pra ver a reação, se ela ficar parada é porque está no cio, não deu outra, ela chegava a abanar o rabinho de contente e não saia dali.