NINFETA DORMIU E CAIU

NINFETA DORMIU E CAIU

NINFETA DORMIU E CAIU

Porém, foi nessa noite que aconteceu algo que não esperava de todo… na última noite que ela dormiu lá em casa, no meu quarto, na cama ao lado da minha…"Todo esse conjunto me fez gozar deliciosamente no seu pau.

Ele me chamou no privado e num primeiro momento me mantive fechada, pois não conhecia ele e ele era bem mais velho (eu 18, ele 40).

Já Patrícia fazia o estilo ninfeta. No começo o consultório vivia vazio, já que o setor de saúde era novidade para as empresas conveniadas. – Fica longe de mim sua puta!- Eu gritei.

Em seguida, comecei a sugar e lamber seus mamilos enquanto alisava sua buceta e seu clitóris.

E sabendo como é difícil contratarem pessoas de mais idade, ela acabou se submetendo a um “teste de motel” com um empresário que poderia arrumar um trabalho para seu pai. A resposta para todas essas perguntas foi não.

Aconteceu com meu primo chamado Rodrigo que tinha 18 anos na época.

Amanda requisitou o pau do namorado para ela, mas ele agora estava tão duro que era impossível colocá-lo dentro do copo.

Minha tia me chupava gostoso, alternando chupadas profundas e vigorosas com lambidas mais suaves e lentas, o que fazia meu pau latejar de tesão, sinalizando que não aguentaria muito tempo naquele ritmo. Nunca me esqueci daqueles momentos incríveis que marcaram minha infância pois Danilo já era safado e eu,despertei o prazer da masturbação,talvez por instinto pois,uns descobrem mais cedo,outros mais tarde. Era uma calcinha preta, e minúscula é claro.

Ao chegar no ponto de ônibus tinha uma cadela parda de porte meio com vários cães em sua volta, ao passar pela calçada ela sentou e ficou lambendo a xoxota.

A comparação era, ao mesmo tempo, excitante e humilhante para mim.

Soltei um grito de dor, quando aquela vara entrou com tudo na minha bucetinha… ele foi estocando com violência e eu só podia gemer e revirar os olhos de tanta dor e prazer….