Gozando Fora Da Novinha Safada

2 min

Categoria:

Tag:

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Gozando Fora Da Novinha Safada

Gozando Fora Da Novinha Safada

Ela acariciou deliciosamente meus pelos e deslizou o dedo pelo meu grelo e o enterrou em minha xoxotinha, me beijando e passou a fazer movimentos de vai-e-vem até que me olhou surpresa por descobrir que apesar dos meus 17 anos eu ainda era virgem. “Renata” se voce está lendo esse conto voce sabe que a irma do bernardo é voce , e voce sabe quem sou eu !E Eu ainda adoro voce garota !!!!"apesar de não ter corpo de modelo como nos contos que costumo ler, sou uma mulher bem cuidada.

Ele gemia mais alto a cada engolida na cabeçona que eu dava e dizia que estava amando aquele momento e me perguntava baixinho se eu tava gostando e se queria que eu fosse o seu macho secreto, eu respondia murmurando e ele mais ficava com tesão e já tava enfiando o dedo cheio de creme no meu cuzinho que tava piscando muito, ele acariciava meus cabelos e mandava eu mamar mais a me chamava de “minha putinha”… -mama seu macho putinha, mama… Eu tava quase gozando sem encostar a mão no meu pau… Ele gemendo e arfando e eu deitado ainda no seu colo olhando aquele colosso na minha frente até que ele não agüentou mais, segurou firme minha cabeça com uma mão e com a outra enfiava todo dedo grosso no meu cuzinho até explodir em gozo na minha boca dando urros e gozando que mais parecia uma torneira aberta saindo leite. Ela me disse pra me acalmar e relaxar, confiei nela e me deitei de novo, ela veio pra cima de mim e me beijou foi o beijo mais gostoso que eu ja recebi, foi descendo a mão e começou a cariciar meu grelinho, chupou e lambeu meus seios, foi descendo e lambendo meu corpo, chegou na minha bucetinha e caiu de boca, eu gemia muitoe ela não parava de sugar com força meu grelinho, enfiou um dedo e voltou a me chupar com vontade, fazia movimentos de vau e vem frenetico , eu avisei que iria gozar e a ela segurou com força minha cintura me prendendo na cama.

Após alguns minutos me satisfiz com aquela buceta então encostei meu pau no cuzinho dela, como ela não reclamou eu enfiei de uma vez e comi aquele cuzinho apertado até não aguentar mais e encher o cu da madame safada de porra.

Coloco uma mão por dentro de sua calça, por cima da sua calcinha, calcinha essa que quase me faz ter um orgasmo neste instante, era de algodão, rosa bem claro, bem cavada, sem desenhos, típico de menina novinha.