Filme Caseiro De Exibicionismo Mostra Loira Gostosa Nua

Filme Caseiro De Exibicionismo Mostra Loira Gostosa Nua

Filme Caseiro De Exibicionismo Mostra Loira Gostosa Nua

com, minha mãe Cida como já falei em contos anteriores hoje tem 44 anos 1,76cm de altura cerca de 69kg faz muita academia onde o professor de musculação come ela também, ela é cobiçada na cidade corpo muito definido, tem olhos azuis cabelos bem pretos e liso e pele bem branquinha, cintura fina bunda grande 110cm, coxas grosas seios médios que só vivem em pé barriguinha trabalhada adora se exibir na rua nunca tira o salto do pé onde empina mais ainda sua bunda como se diz no Rio de Janeiro é uma potrancuda, usar roupas coladas no corpo chortes curtíssimos calcinha enfiada no rabo e nunca usa sutiã é um tesão, meu pai é um corno barrigudo e careca de 60 anos só vi ele comer minha mãe 3 vezes desde que espio ele é um impotente de pinto pequeno acho que minha mãe só casou com ele pelo dinheiro, então era um sábado 14 de junho tinha ido a praia pela manhã ia dormir lá mas como o mar não estava bom para o surf voltei no final da tarde, chegando em casa notei que a casa estava toda fechada mas o carro do meu pai estava do lado de fora da casa como tinha minha chave fui abrindo e entrando bem devagar para ninguém me notar, comecei escutar gritos e gemidos de sexo, pensei em meu pai mas meu pai nunca fez ela gemer tão alto, fui direto pro quarto do meu pai a porta estava semi-aberta pensei que minha mãe estava aprontando mais uma vez, mas quando vi a cena quase cai para traz ao mesmo tempo fiquei de pau duro ao ver minha mãe na posição frango assado sendo fodida vigorosamente por um negro e meu pai nu de joelhos de pau na mão tocando uma olhando a rola do negro entrando e saindo da buceta da puta da minha mãe, eu só estava de bermuda que tirei na mesma hora e comecei bater uma punheta sem parar que gozei logo, Fabiano comia minha mãe com tanta força que a cama batia contra a parede minha mãe gritava e gemia sem parar (VAI ME FODE DE VERDADE MOSTRA A ESTE CORNO COMO FODE DE VERDADE) ele olhava para meu pai sorria e metia mais forte ainda e dizia (TÁ VENDO SEU CORNO COMO É QUE COME UMA PUTA, SEU VIADO BARRIGUDO) eu não acreditava no que estava vendo meu pai tão arrogante que era sendo humilhado pelo macho de minha mãe eu tive muita vontade de rir mas não queria que eles me vissem, ele metia tão forte na vaca da minha mãe que a cama se quebrou foi a hora que vi o membro dele sai de dentro da chota da minha mãe devia ter uns 21cm e era muito grossa, ele puxou o colchão para o chão e colocou minha mãe de quatro sobre o colchão e começou a fuder de novo ela sem parar foi na hora que gozei mais uma vez e me debati na porta Fabiano olhou na mesma hora para a porta e veio correndo me pegando com o pau duro na mão, meu pai ficou branco na hora para minha mãe parecia normal àquela cena, Fabiano ficou sem saber o que estava acontecendo até minha mãe dizer (VEM FILHO VER SUA MÃE SENDO FUDIDA TAMBEM) eu como não tinha o que fazer entrei no quarto sem dizer nada, e Fabiano falou (AGORA É PAI E FILHO VENDO A VADIA CENDO FODIDA DE VERDADE) e voltou a fazer a parte dele colocou uma das pernas dela no seu ombro e começou a fudela sem parar, meu pai tentou se levantar para ir embora mas minha mãe gritou (SENTA SEU CORNO VELHO E APRENDA COM UM MACHO COMO SE FODE) Fabiano mandou eu segurar uma perna enquanto meu pai segurava a outra e socou a rola de uma só vez fazendo minha mãe gemer e derramar lagrimas de tesão, isso já estava durando mais 30 minutos minha mãe já tinha gozado 3 vezes, ela começou a falar ( GOZA MEU MACHO ENCHE MINHA BUCETA DE PORRA PRO CORNO CHUPA ELA TODINHA) Fabiano mandou eu e meu pai soltar as pernas da safada e mandou ela ficar de 4 e puxou meu pai pelo braço e disse ( OLHA SEU CORNO COMO VOU GOZAR NA SUA ESPOSA SAFADA, VOU DEIXAR ELA CHEIA DE GALA PRA VOCE LIMPAR ) minha mãe pedia para Fabiano ensinar como se enfia de uma vez na buceta fazendo-a a gemer de tanto tesão, Fabiano então não deu bobeira e começou a socar forte na rabão de dona Cida, minha mãe começou a gritar (VAI MEU MACHO FODE SUA PUTA PARA O CORNO VER, ME CHAMA DE PUTA E DIZ QUE SOU SUA VADIA, OLHA SEU CORNO COMO REBOLO NA PICA DE UM MACHO DE VERDADE, ESTA GOSTANDO DE VER?) acho que Fabiano ouvindo isso começou a se contorcer e gozar depois de 45 minutos de foda enchendo a buceta de minha mãe de porra que parecia um rio que escorria pelas pernas dela, a safada para humilhar meu pai mais ainda disse ( VEM CÁ CORNO MANSO CHUPA A BUCETA GOZADA QUE É DO FABIANO QUE É UM MACHO DE VERDADE) meu pai humilhado passou a chupar a buceta da minha mãe que ria sem parar, Fabiano que ria sem parar colocou a pica ainda meia dura e melada de porra na boca da minha mãe mandando ela chupar, e como minha mãe chupava bonito aquela pica grossa chupava só a cabeça deixando Fabiano louco de tesão seu mastro foi crescendo novamente, Fabiano começou a falar apontando para ele (VOCE É UM CORNO VIADO QUE GOSTA DE MINHA PORRA, PORRA DE UM MACHO DE VERDADE, AGORA SAIA OS DOIS QUE VOU COMER ESSA VADIA SÓ) meu pai baixou a cabeça e saio, eu também nem questionei sai de fininho deixando os dois, mas fiquei espiando da porta, e antes do meu pai sair minha mãe chamou e disse (QUER CHUPAR UMA PICA DE UM MACHO POR MEU INTERMEDIO? BEIJA MINHA BOCA SEU CORNO MANSO) e ele beijou a boca dela ainda melada de porra de Fabiano, meu pai humilhado saiu e foi para o banheiro, a vadia da minha mãe chupou o pau de Fabiano por uns dez minutos não sei como Fabiano segurou o gozo por tanto tempo,"-Ele vai te bater tia? Não bate nela não Tonho, deixa que eu bato. SEXO E EXIBICIONISMO, ELA ME CONTOU ALGUMAS EXPERIENCIAS O QUE ACHEI MUITO POUCO MAS NÃO DISSE PRA ELA, O QUE ME INTERESSAVA ERA QUE ELA GOSTAVA DA COISA E LOGO IRIA CONHECER ALGO MAIS FORTE, FALEI-LHE TAMBEM DE MINHAS EXPERIENCIAS E ELA DEU UM ASSOVIO DE APROVAÇÃO, CARAMBA JÁ SEI QUE VOU VIVER MOMENTOS INESQUECIVEIS COM VOCE, MAS VAMOS TER QUE TER MUITO CUIDADO, NÃO POSSO SER RECONHECIDA TÁ BEM! PODE FICAR DESPREOCUPADA PENSEI EM TUDO ANTES DE VIR PRA CÁ.

ai ficamos ali vendo vendo o filme…. ola sou joao carlos tenho 42 anos casado ha 20 anos com uma mulher conservadora nunca tivemos lua de mel entam com os filhos criados resolvemos sair de viagem para uma chacara no interior de sao paulo saimos na sexta feira a noite e chegamos de manha cansados o caseiro e sua esposa nos receberam bem eram um casal de mais ou menos 50 anos a esposa era mais nova uns 40 anos logo ela se enturmou com a minha mulher eu e o sr antonio o caseiro nao somos de muita conversa tambem ficamos bem eu sai com minha esposa a cavalo pelo mato fomos ate uma cachoeira comecei a beijar ela logo estava transando eu sempre tive tesao por ela mais aquele lugar me deixou com mais esquecemos do tempo e veio o sr antonio ver oque aconteceu quase vio a gente sem roupa fomos para a casa dormimos um pouco a noite resolvemos sar e ir ate a casa do caseiro ja que nao tinha ninquem conhecido por perto ao chegar la eles estavam transando com a porta aberta o sr antonio estava comendo o cuzinho da esposa ficamos olhando um pouco e voltamos pra casa minha mulher es tava molhadinha e eu de pau duro comi ela na varanda tentei comer o cu dela mais nao deixou disse que tinha medo de doer nao insisti e dormimos de manha a esposa do caseiro veio buscar minha esposa para nadar no lago eu fiquei descansando depois fui tambem escutei uns gritos e me abaixei e vi minha mulher de quatro e seu antonio comendo ela a esposa dele armou tudo nao tive reacao fiquei olhando de pau duro o cara tem um pau duas vezes maior que o meu ela nunca gritou e gemeu daquele jeito comigo me senti um trapo fiz de conta que nem vi quando voltaram eu disse que iriamos embora no outro dia pois tinha negocios pra resolver ela concordou a noite tentei comer ela mais ela nao quiz sai pra fora e camihei ate o lago sr antonio veio atraz e ficamos conversando sem deixar ele saber que eu vi tudo pois estava humilhado eu senti tesao ao lembrar da cena ele me pediu para ver meu pau estranhei mais ele disse que queria me chupar vi ali a chance de me vingar sem jeito eu neguei mais ele pegou no meu pau e abocanhou tudo dizendo meu gostoso comi sua mulher mais queria era te dar naquele escuro via so o vulto dele me chupando entao senti meu pau endurecer ele lambia eu ja nao aguentava mais nunca tinha feito isso com homem ele se virou e eu comi o cuzinho dele ele senou em cima de mim e com a mao acariciava meus graos e passaca o dedo no meu cu eu estava gostando ele tentou me comer mais nunca dei e ele era pauzudo demais depois de um tempo resolvi experimentar ele cuspiu no pau e veio empurrando quando entrou a cabeca senti tanto tesao que me abri e ele pois tudo doeu muito mais ele nao parou ate colocar tudo eu estava quase gozando ele tirou e pediu pra chupar ele me chupava e esfregava o pau duro na minha cara entao eu bati uma pra ele e gozamos depois como se nada tivesse acontecido voltei pra casa abracei mimha esposa no outro dia despedimos deles e fomos embora nois nunca haviamos trido um au outro la fizemos tudo eu sabia dela e ela nao sabe do que eu fiz ate hoje nunca esqueci a cena dela com outro e me mastuebo de lembrar a transa minha e aquele cara que alem de comer minha esposa me comeu tambem. Entao ela começou a se tremer denovo enquanto dava um gritinho agudo e baixinho – aaiiiiiiiiiiiimmmmmmUma noite fui na casa do meu amigo chegando la eu deparei com uma gata loira maranhense ela tinha acabado de chegar do Maranhão. fui i mi arrumei cheguei na casa da julia tava ella la muito gostosa shortinho curto.