Anal Na Minha Mulher

51 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

visualizações

51 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

Anal Na Minha Mulher

Anal Na Minha Mulher

Você estava louca de tesão, para sentir minha porra escorrendo dentro do seu cuzinho, então você rebolava e movimentava o corpo, para provocar o meu tesão e fazer com que eu gozasse rapidamente, aqueles movimentos foi o máximo para me fazer gozar. Chupei muito os peitos dela, que eram médios e quando fui colocar a mão na buceta dela ela me segurou e me olhando com uma cara de vadia, fez um sinal negativo.

Eu não queria nem saber o nome dele. Neste momento, e neste exato momento que minha vida estava pronta para dar uma reviravolta,ela veio na minha direção alisou meus braços, e disse:"Na manha seguinte meu irmão foi para a escola, eu acordei tarde e fui para cozinha tomar café. "As vzs o homem deixa a mulher não mão, mas a culpa tb é dela.

Coloquei minha mão dentro da bermuda,comecei a tocar uma com a mão por dentro da mesma vendo a mulher do filme sendo fodida pelos tarados e percebi que um dos caras olhava com fixação para meu pau enquanto batia punheta e,passado alguns poucos minutos,o outro cara gozou e foi embora,estavam apenas eu e aquele homem que aparentava ter uns 39 anos,eu continuava me punhetando,me masturbava com muita vontade e o cara continuava a olhar meu pau por dentro da minha bermuda enquanto se punhetava,veio até mim e disse:Posso pegar nele?.

Comecei a acelerar o movimento, e puxei seu rabo de cavalo, para levantar sua cabeça e disse “olha pra trás pra me ver fudendo a minha vadia”.

– Não quero que você se assuste,mas tesão é algo que não se explica e o meu é este, quanto mais mulheres na cama do meu marido mais excitada eu fico e eu sei que ele também quer muito isso,então por favor considere a possibilidade de vir, primeiro para que você possa conhecer e ver mais sobre o assunto,se decidir entrar no nossos jogos será muito bem recebida,mas não se negue essa experiência sem ao menos tentar!"Deus meu, me proteja;Que eu nunca venha a ser corno;Se for, que eu nunca fique sabendo;Se souber, que ninguém mais saiba;Se souberem, que eu me conforme;""(Contos de Ricardo 001)Carnaval 2014Sou casado, meu nome é Ricardo, tenho 30 anos (em 2016), moro em SJC.